Pesquise Sua Notícia

Carregando...

sábado, 28 de fevereiro de 2015

Suposta execução relacionada ao tráfico de drogas termina em banho de sangue com 4 mortos.

No início da tarde desta sexta-feira (27), uma adolescente de 17 anos cozinhava para o seu namorado quando ouviu um tiro e se escondeu. Após alguns minutos, ela saiu e se deparou com três pessoas, entre elas seu irmão e seu namorado, algemadas e mortas na área externa do imóvel - localizado na rua 1 da comunidade Novo Milênio, no bairro Santa Etelvina, Zona Norte de Manaus - e uma quarta vítima, baleada e também algemada.
As mortes de Denílson Lobo de Rodrigues, de 19 anos, Edineide Souza dos Santos, também com 19, e Ivan Teixeira Pessoa parecem ter sido planejadas com frieza e a polícia especula que ela tenha sido decorrente de disputas territoriais de grupos rivais envolvidos com o tráfico de drogas na capital
Os assassinatos ocorreram na casa de Ivan. Ele era namorado da adolescente, que até a tarde desta sexta-feira ainda prestava depoimento na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (Dehs).
A quarta vítima não morreu na hora do ataque. A mulher, que ainda não teve o nome relevado, chegou a ser levada ao Hospital e Pronto Socorro Dr. Platão Araújo, mas veio a óbito na unidade hospitalar.
A Dehs, que investiga o caso, informou que dois suspeitos chegaram ao local do crime, entre as 12h e 13h desta sexta, e se identificaram como policiais. Ao entrar na casa, eles algemaram as vítimas e dispararam contra eles a sangue frio. Ivan foi atingido por três disparos, enquanto Ediney e Denilson foram atingidos apenas por um cada, na cabeça.
Moradores da área disseram que uma boca de fumo funcionava na residência e, de fato, uma porção de entorpecente foi encontrada dentro da casa pelos investigadores, o que, ainda de acordo com a polícia, reforça o vínculo das vítimas com o tráfico.
A Polícia Civil do Amazonas informou, ainda, que os suspeitos saíram da cena do crime de posse de duas pistolas que pertenceriam às vítimas. Até a publicação desta matéria, nenhum deles tinha sido identificado ou detido


Publisher: equipe giro feijó - 10:09

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

,

Após 9 enchentes em três meses, Tarauacá estima prejuízo de R$ 40 mi

A cidade acreana de Tarauacá, distante 400 quilômetros de Rio Branco, ainda não conseguiu se recuperar da enchente histórica que atingiu o município em novembro de 2014. De lá até fevereiro deste ano, a cidade encarou ainda outras oito enchentes, das quais três de grandes proporções.  No domingo (21), o Rio Tarauacá transbordou pela nona vez em três meses. Com tantas subidas do rio, a prefeitura estima um prejuízo de R$ 40 milhões na zona rural e urbana.
“Na primeira cheia em novembro a estimativa de prejuízo era de R$ 15 milhões, o número que tenho agora é uma dedução, mas acredito que estamos passando de R$ 40 milhões na zona rural e urbana. Hoje [sexta-feira, 27], ele está com 8,40 metros. E a previsão é que em março venham as maiores água, mas vamos enfrentar esse desafio”, destaca o prefeito da cidade, Rodrigo Damasceno.
Após a última cheia, a cidade passa por reparações estruturais e de limpeza. O prefeito diz ainda que na tarde desta sexta-feira (27) fechou acordo com a Federação das Indústrias do Estado do Acre (Fieac) para que a Ação Global fosse realizada novamente no município em decorrência das constantes cheias que a cidade tem passado.
“Além disso, fechamos com Sesc, Senac e Senai para a realização de cursos profissionalizantes, em especial na construção civil, em virtude do que a cidade tem passado desde novembro. Nós temos que plantar a esperança na população e a esperança só vem com a possibilidade de uma alternativa para a vida melhor. Vamos superar essas cheias e enfrente março, quando ainda tem a possibilidade de alagar”, finaliza.
Há dois dias, o Rio Tarauacá vem apresentando sinais de vazante e atingiu nesta sexta-feira (27) 8,85 metros, abaixo da cota de transbordo que é de 9 metros. No município, as famílias atingidas pela cheia retornaram para suas casas.
Em novembro de 2014, o prefeito Rodrigo Damasceno chegou a decretar estado de calamidade pública em Tarauacá. Registrada como uma das maiores cheias que a cidade passou, o nível do rio ultrapassou 12 metros e atingiu mais de 70% da cidade.
A segunda grande cheia foi registrada em Tarauacá durante janeiro quando o rio voltou a subir e desabrigar famílias na cidade. Somente em janeiro, o rio chegou a subir duas vezes.
Em fevereiro deste ano, várias cidades do Acre sofrem com o transbordamento dos rios. Brasileia foi tomada pelas águas em quase 100%, o que fez o estado decretar calamidade pública.
Mais de 83 mil pessoas foram atingidas pelas cheias dos rios acreanos em sete municípios. Por causa disso, o governo do Acre decretou situação de emergência em pelo menos seis cidades do estado, nesta terça-feira (24). São elas Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri, Rio Branco e Tarauacá.
Publisher: equipe giro feijó - 18:02
,

O povo brasileiro pede o impeachment

Respeito à democracia. Revolução por melhorias. Essas são expressões sobre as quais o cidadão brasileiro precisa, antes de tudo, refletir. É a partir disso que nascem os desafios e avanços que o Brasil precisa ter para seguir mudando. Somente assim nosso povo terá garantido o direito à expressão, à vida e a real dignidade.
As últimas semanas tem sido de muita agitação. Não apenas do Acre (aqui até pouco se fala), mas de todo o Brasil. Colegas me mandam mensagens fazendo referência a uma possível deposição da presidente da República, recém-eleita novamente para o cargo público mais importante do país.
Não sou contra esse tipo de movimento, mas acredito ser precipitado criticar por criticar, ou levar às ruas milhares de pessoas que não conhecem ao menos, o que é, realmente, um impeachment.
Os que disso falam, são estudantes, pessoas com acesso livre à educação, ao ensino de qualidade, à formação profissional. Gente como a gente, que vive como a gente, e sempre passou ou passa por problemas, mas consegue superá-los e dar a volta por cima.
Alguns me dizem que o Brasil já esteve melhor. Outros me falam das dificuldades enfrentadas outrora pelos brasileiros. Meu avô sempre falava do passado. Era um contador de histórias. Foram 82 anos de vida e exemplo de superação. Ele lutou pela democracia e, ao lado de muitos outros, clamou pela liberdade de expressão. Meu avô creu no avanço, e confiou no desenvolvimento do país.
Dizer que precisamos depor uma presidente, legitima representante do povo, é dizer que está tudo errado. Agora, se está errado, é bom deixar claro: foi o povo quem errou na hora de escolher. Colocar a culpa em quem foi escolhido não é a forma mais correta de protestar aos problemas enfrentados pelo Brasil. Assumir um erro é um gesto de honra, de dignidade. E isso, aliás, muito tem sido feito por nossos governantes.
São milhões de pessoas envolvidas por um movimento que deveria ter sido totalmente legitimado nas urnas, durante o processo eleitoral. Tentou-se legitimar? Sim. O povo tentou. Se conseguiu, fica a você a oportunidade de analisar. Agora, dizer que esse é o momento, definitivamente, faz com que o cidadão brasileiro derrube a si próprio.
Se depormos a presidente, o Brasil poderá ficar numa situação ainda pior. Se o povo se envergonha agora, ficará ainda mais envergonhado após uma interferência.
O Brasil quer mudança. O Brasil quer ser ouvido. Isso fará a diferença. Acontece que o povo já foi ouvido nas urnas. Foi o próprio Brasil que falou digitando os números de seus candidatos. Às vezes não é necessário falar com palavras. O contexto, por si só, já diz tudo.
Quando o ex-presidente Itamar Franco assumiu o lugar de Fernando Collor, no início dos anos 1990, o então vice-presidente conseguiu apartar críticas e fazer daquele momento um dos mais importantes de nossa história de democracia.
O Brasil possui uma “jovem democracia” e precisamos amadurecê-la ainda mais antes de derrubar a escolha de uma maioria. É aquela velha história: o erro de um é pago por todos. Pode até parecer incoerente, mas não é.
Entenda: será que todos estão realmente insatisfeitos com a presidente? Ou são apenas aqueles que fazem oposição ao projeto político da atual chefe de Estado? Será mesmo que o Brasil só tem piorado? Aliás, você entende de economia, ou apenas repete o que os tantos outros lhe falam? É bom refletir e analisar o que realmente você defende. Antes se entrar numa batalha, precisamos estar preparados, caso contrário perderemos e sairemos envergonhados.
Agora, de fato, se tirarmos a nossa presidente do cargo que exerce, o povo brasileiro terá a sensação de detentor da ordem, da decisão e da democracia. Antes, é bom lembrar outra coisa: quem tira não é o povo, mas o Congresso Nacional. Temos de esperar deles, a melhor decisão. Eles nos representam!
*João Renato Jácome é acadêmico de Jornalismo, membro do Coletivo Jovem de Meio Ambiente do Acre, membro do Programa Internacional de Voluntariado das Nações Unidas e participa de redes internacionais pela Educação, Democracia, Esporte, Meio Ambiente e Direitos Humanos.
fonte  http://www.ac24horas.com/
Publisher: equipe giro feijó - 14:34
,

Desconectados: fronteira do Acre continua sem comunicação via internet, fixo e celulares

A região de fronteira no Acre, principalmente nas cidades de Brasiléia e Epitaciolândia, ainda está sofrendo com a falta de comunicação por parte das operadoras Oi, Vivo, Tim, internet e telefone fixo.
A falta de comunicação se dá por conta da cheia do rio Acre, que assola os moradores da região. De acordo com informações do site O Alto Acre, esses serviços poderão voltar a sua normalidade a qualquer momento, porém, sem data prevista por parte das empresas.
Por conta das debilidades, alguns moradores estão enfrentando problemas para comprar alimentos e até mesmo na hora de pagar uma conta usando cartão de crédito e débito.
“Somente alguns locais com sistemas individuais nas cidades estão com serviços de internet e que podem ter acesso a rede e que estão sendo solidários, liberando sinais para que as prefeituras possam enviar dados oficiais aos Ministérios em Brasília”, informa um trecho da publicação.
Prefeituras também estão passando por problemas. O Ministério Público, como informa a publicação, “estaria se mobilizando para investigar tais disparates”.
Publisher: equipe giro feijó - 14:25

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

,

Acre tem seis municípios em situação de emergência por causa da cheia

Mais de 36,5 mil pessoas foram atingidas pelas cheias dos rios acreanos em sete municípios, até esta quarta-feira (25). Por causa disso, o governo do Acre decretou situação de emergência em pelo menos seis cidades do estado, nesta terça-feira (24). São elas Assis Brasil, Brasiléia, Epitaciolândia, Xapuri, Rio Branco e Tarauacá
Entre essas cidades a situação mais crítica ocorre em Brasiléia, a 232 km de Rio Branco, onde a Prefeitura decretou calamidade pública, na segunda-feira (23), depois que o Rio Acre ocupou mais de 90% da área urbana. Essa já é considerada a pior enchente da história do município.  Até esta quarta, haviam 286 famílias desabrigadas, 496 desalojadas e 2.493 pessoas atingidas em 13 bairros da cidade.
Já na cidade vizinha, Epitaciolândia, 94 famílias estão desabrigadas, 254 desalojadas e um total de 1.220 pessoas atingidas pela enchente.
No entanto, o rio nas duas cidades tem apresentado sinais de vazante. Na medição da 15h o nível do manancial na região estava em 15,12 metros, 61 centímetros a menos que o registrado às 18h do dia anterior, 15,73.
Mais adiante no caminho feito pelo Rio Acre, a cidade de Xapuri está com problemas na medição. Porém, considerando que às 18h de terça-feira o rio estava com 16,76 metros, a Defesa Civil acredita que o nível das águas já ultrapassou os 17 metros, uma marca histórica para a cidade, assim como ocorre em Brasiléia e Epitaciolandia. Setenta e três famílias estão desabrigadas e 308 estão desalojadas.
Embora em Assis Brasil, o rio Acre esteja em vazante e na medição da 15h estivesse com 6,58 metros, 4,72 metros abaixo da cota de alerta de 11,30 metros, o município foi incluído no decreto de situação de emergência. Segundo o governo, a medida foi tomada porque a cidade, que faz fronteira com o Peru, foi a primeira a sofrer com os efeitos da enchente e porque a situação em Brasiléia dificulta o acesso à cidade pela estrada.
Por fim, na capital o rio estava com 16,10 metros às 15h de quarta, mas a Defesa Civil acredita que o rio esteja subindo seis centímetros a cada três horas e que em até três dias, toda a água que hoje está em Brasiléia e Epitaciolândia deve chegar até a cidade. Até o momento, mais de 600 famílias estão desabrigadas, um total de 2.415 pessoas alojadas no abrigo montado no Parque de Exposições Marechal Castelo e 20 bairros atingidos.
Saindo da Região do Alto Acre e seguindo para o município de Tarauacá, a situação é instável. Segundo a medição das 15h desta quarta, o manancial que leva o nome da cidade havia baixado seis centímetros e estava com 10,60 metros, mas o nível ainda é oscilante.
Na cidade, 17 famílias estão desabrigadas e mantidas em dois abrigos e 20 desalojadas. Quatro bairros foram atingidos até o momento
Os rios Juruá e Iaco, que banham respectivamente as cidades de Cruzeiro do Sul e Sena Madureira também ultrapassaram suas cotas de transbordamento, nesta quarta-feira ( 25). Todavia, a população das regiões próximas não precisou deixar suas casas até então. Às 15h o primeiro estava com 13,30 metros e o segundo com 15,94 metros.
fonte g1

Publisher: equipe giro feijó - 19:53
, ,

Chilena de 14 anos com doença grave faz apelo a Bachelet para deixá-la morrer

jovem fez apelo no Facebook para que presidente do Chile autorize aplicação de injeção letal; eutanásia ou suicídio assistido são proibidos no país
Valentina Mareira tem 14 anos, cerca de 35 kg e um desejo: que a deixem morrer
A adolescente sofre de fibrose cística, uma doença hereditária e degenerativa que afeta seus pulmões, fígado e pâncreas. Ela pediu à presidente do Chile, Michelle Bacharelete, que autorize a aplicação de uma injeção letal.
"Peço com urgência para falar com a presidente, porque estou cansada de viver com esta doença e ela pode autorizar a injeção para que eu durma para sempre", disse ela Val entina em  em vidio na noite de domingo.


A mensagem já recebeu mais de 5 mil "curtidas" e foi compartilhada mais de 1,6 mil vezes.
A mesma doença matou seu irmão mais velho aos seis anos de idade e, há menos de um mês, um amigo e companheiro de hospital.
"Ele era um dos meus melhores amigos e, mesmo dando 100% de si, sofria. Vê-lo morrer me chocou", disse Valentina à BBC, por telefone, do hospital onde está internada
"São 14 anos de luta, todos os dias, e para minha família tem sido pior. Estou cansada de seguir lutando, porque vejo sempre o mesmo resultado. É muito cansativo.
O Chile não permite a eutanásia nem o suicídio assistido e a jurisprudência no país dá pouca autonomia em termos de direitos aos pacientes.
O gabinete de Bachelet disse à BBC que a presidente emitirá um comunicado oficial sobre o caso.
"Não pensei que fosse chegar tão alto. Gostei disso porque pode motivar muitas pessoas. E isso (a doença) é uma realidade", disse a jovem.
"É sobre a minha qualidade de vida", disse. "É isso que não tenho."

Luta familiar

A fibrose cística é a doença hereditária fatal mais comum entre pessoas caucasianas. Provoca o acúmulo de muco espesso e pegajoso nos pulmões, no tubo digestivo e em outras partes do corpo, provocando infecções que podem levar à morte.
Causada pela mutação do gene CFTR, é passada hereditariamente de forma autossômica recessiva - isto é, a chance de que um casal de pais portadores da mutação tenham filhos que desenvolvam a doença é de 25%.
A luta da família Maureira Riquelme contra a fibrose cística tem mais de duas décadas. Michael, o mais velho, morreu aos seis anos de idade, em 1996.
"Ele entrou no hospital aos dois anos, pesava dois ou três quilos", disse Fredy Maureira, pai de Valentina.
Sua segunda filha é portadora saudável e Valentina, a mais nova, foi diagnosticada com a doença aos seis meses.
Estima-se que a doença atinja um em cada 8 mil recém nascidos vivos no Chile, segundo dados do Ministério da Saúde - ou cerca de 30 novos casos por ano.
No Brasil, são cerca de 1,5 mil pessoas com a doença, de acordo com o Ministério da Saúde.

'Papai, estou cansada'

A família faz, há anos, uma campanha para conseguir que a menina realize os transplantes de pulmão, fígado e pâncreas.
Seu pai ganhou fama em 2009 ao pedir pela imprensa que a cantora Madonna adotasse Valentina e a levasse aos Estados Unidos para que os transplantes fossem realizados
O pedido sensibilizou artistas, atletas e autoridades locais, que participaram de uma iniciativa para arrecadar US$ 400 milhões (cerca de R$ 1,1 bilhão) para cobrir os custos das cirurgias. Mas a meta não foi atingida.
Além do dinheiro, há outros desafios: Valentina deve completar 15 anos para fazer a cirurgia, seu peso é inferior ao mínimo exigido e não há órgãos compatíveis.
Mas o maior deles parece ser o cansaço da jovem.
"Ela me disse: 'Pai, não quero mais, papai, estou cansada'. Porque mesmo com o transplante não há garantias. 'E se eu morrer no transplante?', ela me disse", disse Fredy à BBC.
Mesmo assim, o vídeo postado por Valentina surpreendeu a família.
"Fiquei em choque. Eu não uso redes sociais, uso um telefone velho e no domingo à noite começaram a me ligar, desde jornalistas a deputados, me contando sobre o vídeo", disse o pai
fonte uol

Publisher: equipe giro feijó - 17:09
,

Desembargador derruba decisão de juiz que queria suspender WhatsApp no país

O desembargador Raimundo Nonato Alencar, do Tribunal de Justiça do Piauí, derrubou a decisão do juiz Luiz de Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, que pedia a suspensão do aplicativo WhatsApp no Brasil por não colaborar com as leis brasileiras. 
De acordo com o desembargador, o ato punitivo aplicado pelo juiz não é razoável. "A suspensão de serviços afeta milhões de pessoas em prol de investigação local", justificou Alencar na sentença, publicada nesta quinta-feira (26), um dia após o
Correia encaminhou um mandado aos provedores de infraestrutura (backbones, ou seja, os serviços que conectam o Brasil à internet) e aos provedores de conexão (operadoras de telefonia móvel, entre outras), para que suspendessem temporariamente o aplicativo de mensagem instantânea, até que a empresa cumprisse determinações judiciais de 2013. A suspensão atingiria os domínios whatsapp.net e whatsapp.com.
Os serviços não chegaram a ser interrompidos porque os provedores teriam entrado com recurso na Justiça contra a decisão de Correia. A greve do Judiciário piauiense, que já dura quatro dias, também teria prejudicado o cumprimento do mandado. 
Em nota, o juiz disse que a determinação foi fruto "de reiterados descumprimentos de ordens judiciais, em diversos procedimentos que apuram crimes da mais elevada gravidade". Segundo ele, o WhatsApp tem adotado uma "postura arrogante". "Sob a alegação de não ter escritório neste país, se mantém inerte às solicitações da Justiça brasileira, desrespeitando decisões judiciais a bel-prazer."
Apesar de a decisão ter sido derrubada, a Polícia Civil do Piauí comunicou que pretende aplicar novas medidas punitivas contra o WhatsApp até que a empresa colabore com as investigações em andamento. Não foi informado, no entanto, quais punições serão adotadas.

Medida "ilegal" e "extremista"

A ação que exigia a suspensão do WhatsApp tinha sido classificada por profissionais especializados no Marco Civil da Internet como "ilegal", além de "extremista" e  "autoritária".
"Não é que o juiz esteja errado em querer punir o WhatsApp por não cumprir determinações legais", explicou Celina Beatriz, pesquisadora do ITSrio.org (Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro). Segundo ela, o problema está na escolha da punição, que não está amparada pelo Marco Civil da Internet, sancionado pela presidente Dilma Rousseff em abril de 2014. "A legislação prevê sanções, mas não a interrupção dos serviços."
O SindiTeleBrasil --entidade que representa as empresas de telecomunicações no país-- havia divulgado nota dizendo que o setor recebeu com surpresa a decisão do juiz Luiz Moura Correia. Segundo o órgão, a suspensão do aplicativo poderia causar "um enorme prejuízo a milhões de brasileiros que usam os serviços, essenciais em muitos casos para o dia a dia das pessoas, inclusive no trabalho". 
fonte .uol.com 

Publisher: equipe giro feijó - 16:36
,

Operação Conjunta Policia Militar e Policia Civil Prende Jovem com Espingarda e Escopeta no Bairro Conquist


De acordo com informações policiais, na manhã desta quinta-feira, 26, ligaram via 190 e denunciaram  que na residência de José Cavalcante "Bedeu", havia uma espingarda, uma escopeta e vários produtos de furtos, que tais objetos pertenciam ao Valdomiro "Miro",ambos moradores do bairro conquista.

Os policiais militares, juntamente com os policiais civis, foram até o bairro conquista, antes da chegada dos policiais uma mulher havia pegado a espingarda e escondido no buritizal, no entorno do bairro, os policiais começaram a busca para apreensão da arma e encontraram no pé de buriti, a espingarda marca/modelo pombo, calibre "28" , e dentro de um saco plástico treze cartuchos, chumbo, pólvora, espoletas,  cera, bucha e um socador de cartuchos.
Os policiais fizeram busca e apreensão na casa de "Bedeu", e na mesma foi encontrado dentro de uma mochila uma escopeta de fabricação caseira, calibre "36", com um cartucho carregado na broca, dois tubos de pólvora. "Bedeu", informou aos policiais que havia comprado a espingarda do "Miro", no valor de R$ 200, 00. 
"Bedeu" e Miro, foram conduzidos a delegacia geral de policia civil, juntamente com as armas e munições apreendidos, para que seja tomadas as medidas cabíveis.
fonte  acrefeijonew.blogspot.com
Publisher: equipe giro feijó - 16:14
,

Corpo de Bombeiros está presente com uma equipe atento a enchente histórica do Rio Envira



Desde de ontem uma equipe de bombeiros comandante corpo de bombeiros da regional Tarauacá/Envira, Major Moisés, está na cidade de Feijó, atendendo e orientado as famílias atingidas pela a enchente histórica do Rio Envira

De acordo com o Major Moisés. o corpo de bombeiros é solidários as várias famílias que foram atingidas pela esta nova enchente do Rio Envira, tanto os ribeirinhos, moradores dos bairros  e como também os indígenas moradores das aldeias. Foi feito uma vistoria e acompanhamento do corpo de bombeiros, junto as várias famílias atingidas  pela enchente. Está família desalojadas e desabrigadas estão em batelões, casas de familiares, parentes e amigos ou em abrigo públicos disponibilizado pela prefeitura de Feijó.   A situação está sobre controle e o corpo de bombeiros, já tem informações de que nas cabeceiras dos rios que fica a montante do Rio Envira que banha Feijó, o mesmo já apresentou um bom sinal de vazante 

O corpo de bombeiro que é integrante da defesa civil do Acre,  vem atuando na orientação e verificando quais famílias precisam de ajudas e na mobilização de alguns órgãos, como prefeitura, depasa, policia militar, policia civil, deracre, dentre outros, que possam ajudar dando suposte e apoia  as famílias atingidas pela a enchente. Portanto, mobilizar a todos os órgãos que possam dar um suposte imediato as famílias atingidas pela a enchente. 

fonte  acrefeijonew.blogspot.com 

Publisher: equipe giro feijó - 13:07
,

FEIJÓ EM ESTADO DE ALERTA

O município de Feijó vem sendo duramente castigo pelas cheias do Rio Envira. No período carnavalesco houve um volume de água muito maior para o período esperado. Com isso foi houve a primeira enchente, onde cancelaram o Carnaval de rua em solidariedade aos moradores e ribeirinhos que tiveram suas casas invadidas pela água e suas plantações destruídas. Houve, logo após o 


carnaval, a vazante do rio, onde foi percebido os estragos deixado pela natureza. As pessoas estavam a construir o que tinha sido destruído quando acontece a segunda enchente, considerado pelos 


moradores mais antigos, a maior da história do município. Os bairros do Aristides, Bela Vista, Terminal e Contorno Beira Rio estão alagados. Casas invadidas pela água, forçando seus moradores saírem ou procurarem casas de parentes. Ribeirinhos sem água potável e perda, novamente, de plantações
Publisher: equipe giro feijó - 11:41
,

Pega em flagra, veja o que este policial fez quando viu o que esta mulher estava roubando

O desespero por não ter o que dar de comer para a família pode levar pessoas ao extremo.
sse foi o caso da americana Helen Johnson, 47 anos, que estava há dois dias sem comida em casa. A moradora do estado do Alabama foi pega quando tentou roubar ovos de uma loja na cidade de Tarrant. Com apenas U$1,25 dólares no bolso, ela não teria como pagar a dúzia. Assim, colocou cinco ovos no bolso. Eles se quebraram e, antes de sair, os funcionários a avisaram que tinham chamado a polícia.
Foi aí que a história toda mudou. Ela se preparou para ser algemada, mas não foi o que aconteceu


O policial William Stacy entrou na loja e comprou a caixa de ovos. "Ela começou a chorar e ficou muito emocionada. Quis me dar o dinheiro que tinha com ela", contou Stacy, que disse ter lembrado de quando sua própria mãe teve dificuldade em alimentar ele e sua irmã. "Eu senti que aquela era a coisa certa a fazer. Às vezes, o melhor caminho é não prender", completou o policial
Ele pediu para que Helen prometesse que nunca mais iria furtar algo. O abraço de gratidão foi filmado por uma das pessoas que acompanharam o acontecimento na loja

Além de não prendê-la, Stacy também conseguiu angariar alimentos para a família formada por Helen, duas filhas, uma sobrinha e dois netos, com idades entre um e três anos

Os mantimentos foram entregues por pessoas que ficaram sabendo da história. Foram tantos alimentos que encheram dois carros da polícia e a família deve que ter ajuda de outras pessoas para organizar os armários de casa

A polícia de Tarrant recebeu muitas ligações de pessoas de todas as partes dos Estados Unidos e até de outros países querendo ajudar a família com comida, roupas e dinheiro. Foi algo tão surpreendente que eles tiveram que destacar mais um policial para atender as chamadas
O ato de caridade do policial se transformou numa corrente de bondade. Depois do ocorrido, Helen foi perguntada sobre o que faria caso alguém lhe pedisse um pedaço de pão. Ela respondeu: "Eu daria a eles o pão inteiro. E também o número do oficial Stacy", falou, lembrando que a vida dela mudou para sempre depois das amorosas ações do policial.

fonte  
Publisher: equipe giro feijó - 11:24
,

Enchente Histórica do Rio Envira, Já Atinge 168 Famílias

Prefeito Merla reine-se com secretários e assessores para trançarem estrategias emergenciais para atenderem as famílias as 168 famílias desabrigadas e desalojadas de suas residências devida a enchente histórica do Rio Envira

A Prefeitura Municipal de Feijó, por meio da Secretaria Municipal de Cidadania e Inclusão Social e Secretaria Municipal de Saúde, já realizou ações de prevenção e orientações. Foi,  realizado uma busca ativa dos possíveis desabrigados e os que ainda residem em área de risco acometidas pela enchente. Enchente esta que já atingiu os bairros aristides; bairro terminal; parte da rua Francisco Pereira; seringal cana brava e aldeias indígenas.

Portanto, foi designado pelo Prefeito Mêrla uma equipe da Secretaria de Saúde, Secretaria de Assistência Social e Secretaria de obras, na qual realizaram visitas a 168 famílias, sendo que 26 famílias residem no bairro do Aristides; 16 famílias na rua Francisco Pereira; 14 famílias no seringal cana brava; 68 famílias nas aldeias indígenas e 30 famílias no bairro Terminal, porém, 08 famílias foram contempladas com auxilio eventual, pois se encontravam em situação de vulnerabilidade no bairro do Aristides e 03 famílias no bairro do Terminal, muito destas famílias se recusam em sair da área de risco e outros se mudaram para barcos (batelões), casas de familiares e amigos e abrigos públicos disponibilizado pela prefeitura de Feijó, as famílias foram cadastradas no intuito de oferecer total apoio através da Prefeitura Municipal de Feijó com auxilio eventual e moradia

Foi também distribuído hipoclorito e sais de reidratação seguido de orientações sobre o uso dos mesmos e orientações de enfermagem quanto o perigo de contaminação através da água.

Já, na manhã desta quinta-feira, 26, uma equipe da secretaria de cidadania e inclusão social, seguiu com destinos as localidades em que as famílias foram atingidas pela enchente do Rio Envira, para entregarem alimentos, água potável, kit de higienes.


fonte   acrefeijonew.blogspot.com.
Publisher: equipe giro feijó - 11:02

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

,

Juiz do Piauí determina que app do WhatsApp saia do ar no Brasil

Há exatas duas semanas, no dia 11 de fevereiro, o juiz Luiz Moura Correia, da Central de Inquéritos da Comarca de Teresina, estado do Piauí, tomou uma decisão bastante polêmica: interromper a conexão com os servidores do WhatsApp em todo o território nacional. Embora a determinação tenha ocorrido há algum tempo, ela foi veiculada apenas agora, originalmente pela revista Época, devido ao processo estar correndo em segredo de Justiça.
No mandado, o magistrado solicita que uma empresa de telefonia (não identificada no trecho do documento divulgado) “suspenda temporariamente até o cumprimento da ordem judicial (…), em todo território nacional, em caráter de urgência no prazo de 24 horas após o recebimento, o acesso através dos serviços da empresa aos domínios whatsapp.net e whatsapp.com, bem como todos os seus subdomínios e todos os outros domínios que contenham whatsapp.net e whatsapp.com em seus nomes e ainda todos números de IP (Internet Protocol) vinculados aos domínios já acima citados”.
Além disso, o juiz ordena que a companhia deve “garantir a suspensão do tráfego de informações de coleta, armazenamento, guarda e tratamento de registro de dados pessoais ou de comunicações entre usuários do serviço e servidores da aplicação de trocada de mensagens multi-plataforma denomidada WhatsApp, em que pelo menos um desses atos ocorra em território nacional”
Ainda de acordo com a Época, a operadora envolvida foi comunicada da decisão na quinta-feira passada, dia 19 de fevereiro, através de um ofício enviado pelo Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí, o qual foi assinado pelo delegado Éverton Ferreira de Almeida Férrer. A empresa briga na Justiça para derrubar a determinação antes que seja obrigada a acatá-la.
fonte  FONTE: Época/
Publisher: equipe giro feijó - 18:19
,

Rio Envira transborda mais uma vez e já desabriga várias famílias

Das várias enchentes ocorrido no Rio Envira, as enchentes destes ano está superando todas as outros, ocorrida nas últimas décadas, pois já desalojo e desabrigou várias famílias de suas moradias. Uma equipe do corpo de bombeiros, já está na cidade de Feijó, e, está prestando seus serviços ajudando e orientando os desabrigados e desalojados do município.

 As forte cuvas que caíram no município de Feijó durante todo o mês de Fevereiro acarretaram na enchente no Rio Envira que aumentou bastante o seu volume d'água que preocupa e desaloja algumas famílias que moram a sua margem e famílias que moram a margem de alguns igarapés e na cidade de Feijó

De acordo com a assessoria de comunicação da prefeitura de de Feijó o prefeito Merla, está bastante preocupado com enchente do Rio Envira e já montou uma equipe de trabalho por meio da secretaria de cidadania e inclusão social que está atenta, monitorando e acompanhando toda a situação inclusive fazendo levantamento e cadastramento das famílias que forem atingidas pela cheia do Rio Envira e serem desabrigadas e desalojadas de suas casas para serem levadas para um abrigo publico, pois a prefeitura de Feijó. já disponibiliz

ou alguns abrigos públicos para as famílias desabrigadas e queiram ir para estes abrigos
Várias famílias que moram as margens do Rio Envira, igarapé diabinho, igarapé Aristides e no bairro do terminal e na rua contorno beira rio já foram atingidas pela cheia do Rio Envira, e tiveram suas casas invadidas e pela as águas do Rio, desalojando as mesmas e que tiveram que mudar para casas de parentes e amigos. Moradores dizem se continuar chovendo desta maneira provavelmente atingirá a cheia de 1994, que desalojo e desabrigou várias famílias de suas casas e alagou o bairro do terminal e o bairro aristides, dentre outros.
fonte   acrefeijonew.blogspot.com
Publisher: equipe giro feijó - 16:27
,

Hotel de Natal leva golpe de R$ 40 mil, diz polícia; casal de acrianos é preso

Policiais Civis da Delegacia Especializada de Assistência ao Turista (Deatur) e da Delegacia Especializada do Meio Ambiente (Deprema) prenderam na manhã desta terça-feira (24), em Natal, um casal de acrianos suspeito de aplicar um golpe de aproximadamente R$ 40 mil em um hotel da capital potiguar.
A mulher, de 23 anos, o marido dela, de 37, e um adolescente estavam hospedados no hotel quando foram detidos. Segundo a denúncia, o casal chegou a gastar cerca de R$ 40 mil durante a hospedagem e pagaram todas as despesas com cartões de crédito. Desconfiado, um dos funcionários suspeitou do casal a acionou a polícia, que constatou que os cartões eram clonados.
Além dos cartões, foram apreendidos com a dupla máquinas de confeccionar cartões e aparelhos celulares. O casal foi autuado pelos crimes de estelionato, falsificação de documento e associação criminosa.
fonte g1
Publisher: equipe giro feijó - 09:44
,

Devastação em Brasiléia: pessoas passam fome e faltam abrigos para desalojados

O município de Brasiléia enfrenta uma cheia sem precedentes. Marcando 15,43 metros ao meio dia, o rio ultrapassou a marca da histórica alagação de 2012, que deixou sinais de devastação na cidade.
De acordo com dados fornecidos pelo Corpo de Bombeiros, mais de 2000 pessoas já deixaram suas casas por conta da enchente, 21 abrigos foram construídos - e estão todos 
superlotados -, e há dezenas de pessoas que se encontram temporariamente abrigadas em casas de amigos ou parentes.
Passava do meio dia quando a reportagem da ContilNet Notícias atravessou de Epitaciolândia para Brasiléia a bordo de uma pequena embarcação até chegar a área central de Brasiléia, que está completamente debaixo d´água. Em alguns locais, percebe-se apenas parte do telhado ainda não coberto pelas águas.
Para desembarcar em Brasiléia, as equipes do Corpo de Bombeiros ancoraram os pequenos barcos na escadaria do 2° piso de uma casa que foi transformada em corredor de passagem
“As pessoas estão vindo por aqui e não tem problema, pois sabemos que as situação lá fora é muito grave”, informou a dona da casa Maria Rita Oliveira
O segundo piso da casa também tem servido de abrigo para mais três famílias, que tiveram que abandonar suas casas às pressas.
“Perderam guarda-roupas, camas, e vieram todos para cá”, informou a dona da casa, que há 25 anos mora no mesmo lugar sem jamais ter presenciado algo semelhante.
As histórias de perdas e lamentos se multiplicam na cidade. A aposentada Sonia de Oliveira, 65 anos, afirma que perdeu tudo na enchente e diz que não tem, sequer, o que comer.
“Eu vim aqui neste evento para ver se estavam distribuindo algo. Eu não tenho nada. Onde vou comer?”, questionou à reportagem.
fonte  www.contilnetnoticias.com
Publisher: equipe giro feijó - 09:04
,

Comerciante é encontrado morto amarrado pés e mãos dentro de comercio

A morte do pequeno comerciante Manoel Almeida Moita, 52 anos ainda é um mistério para a polícia.
O corpo de Manoel foi encontrado na noite desta terça-feira (24) amarrado os pés, as mãos e o rosto coberto com pedaços de tecidos dentro de um cômodo do comércio localizado na rua Rádio Farol no bairro Cidade Nova na região também conhecida como invasão do campo do Atlético.
Ecos da Noticia (8)
Segundo informações de vizinhos desde domingo (22) que Manoel não era visto no comércio que permaneceu fechado.
Ecos da Noticia (5)
Na noite desta terça-feira um vizinho percebeu que a porta do armazém estava somente encostada e decidiu abrir quando encontrou o corpo de Manoel e imediatamente acionou a polícia e o Instituto Médico Legal – IML
Ecos da Noticia (7)
A polícia suspeita que Manoel foi morto asfixiado e quem o matou não queria que ele visse o rosto já que até a cabeça da vitima estava coberta e amarrada
Ecos da Noticia (2)
Somente a perícia do Instituto Médico Legal – IML dirá com precisão a causa morte.
fonte  /www.ecosdanoticia.com
Publisher: equipe giro feijó - 08:56
 

 

FESTAS E EVENTOS

Em Breve Tudo que Rola nas Baladas